Etilômetro: Saiba como funciona o aparelho

Home > Blog > Etilômetro: Saiba como funciona o aparelho

O etilômetro é um aparelho que permite realizar um diagnóstico estimado da quantidade de álcool presente no sangue de uma pessoa a partir do ar expelido pela boca. O aparelho foi desenvolvido há mais de 50 anos pela força policial de Indiana, nos Estados Unidos, com o objetivo muito semelhante ao atual: identificar a concentração alcoólica no sangue da pessoa testada através de uma amostra de ar vinda do pulmão.

Etilômetro

Etilômetro

Etilômetro ou Bafômetro?

No Brasil, o etilômetro é popularmente chamado de bafômetro e é muito associado à ação policial em testes com motoristas suspeitos de embriaguez.

Alguns especialistas apontam que o nome “bafômetro” é tecnicamente incorreto em relação ao funcionamento do aparelho. Ele sugere que o teste é realizado a partir do hálito do indivíduo, por ser soprado pela boca, por meio de uma “baforada”. Na realidade, o ar utilizado no teste vem diretamente do pulmão, logo após estar em contato com o sangue da pessoa, que pode ou não estar com dosagens de álcool.

A utilização do termo popular, no entanto, não é ofensiva ou necessariamente incorreta, sendo o termo adotado pela mídia e por boa parte dos policiais que utilizam o aparelho durante uma blitz.

Como funciona o Etilômetro

O ar do pulmão está em contato direto com o sangue do indivíduo, e, se ele tiver ingerido álcool, este ar carregará partículas de álcool ao sair do corpo da pessoa. Ao soprar no etilômetro, a pessoa injeta o ar de seus pulmões em direção a uma célula combustível, que reage de maneira determinada ao álcool.

Essa reação gera uma determinada quantidade de elétrons, que é mais alta conforme a maior quantidade de álcool contido na reação em questão. Estes elétrons tornam-se uma corrente elétrica, interpretada por outro dispositivo dentro do aparelho, que faz uma conversão entre a corrente elétrica e a quantidade de álcool que se estima haver na corrente sanguínea do indivíduo testado.

Etilômetro

Etilômetro

Utilização no Brasil do Etilômetro

No Brasil, os policiais que desconfiarem que um indivíduo abordado esteja dirigindo sob influência de álcool podem solicitar um teste no etilômetro.

O condutor não é obrigado a realizar o teste, mas o policial possui autonomia para indicar que a pessoa apresenta sinais de embriaguez, aplicando multa e apreensão, mesmo sem a produção das provas por meio do etilômetro.

Com a nova lei, o condutor que for flagrado com nível alcoólico acima do permitido (0,1 mg/l de sangue) terá que pagar uma multa de R$ 955, além de ter o carro apreendido e perder a habilitação. Se estiver muito bêbado (níveis acima de 0,3 mg/l), pode ser preso com pena de 6 meses a 1 ano – a não ser que que pague uma fiança que pode chegar a R$ 1 200.

 

Recomendados para você:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...