Vidros elétricos anti-esmagamento: entenda a sua importância

Home > Detran > Vidros elétricos anti-esmagamento: entenda a sua importância

Manter a segurança de seu veículo é algo essencial para que você e seus passageiros possam viajar sem muitos problemas, garantindo que todos possam ter uma viagem tranquila. Um dos avanços no quesito de segurança nos últimos tempos têm sido o sistema de vidros elétricos antiesmagamento, que garante que os passageiros não sejam mais esmagados ou sufocados acidentalmente, como já aconteceu inúmeras vezes quando ainda existiam os vidros com fechamento manual.

Vidros elétricos anti-esmagamento

Vidros elétricos anti-esmagamento. Imagem:divulgação

Mesmo com o uso de vidros elétricos, ainda há riscos em partes menores e mais sensíveis, fazendo com que acidentes ainda ocorram. Para tentar amenizar esses problemas é fundamental conhecer os vidros elétricos antiesmagamento e como eles funcionam, além de saber quando eles são exigidos.

Casos de acidentes

Ainda que em menor escala, os vidros elétricos causam mortes em nosso país. A maior parte das mortes são causadas por falha no sistema de segurança que é exigido e por não conter o sistema antiesmagamento. Ou seja, isso é uma falha da montadora ou do próprio condutor, que não procurou inserir esse sistema de segurança.

Segundo a lei, todos os veículos que possuam vidro elétrico de fechamento automático devem, obrigatoriamente, ter o sistema antiesmagamento.

Vidros elétricos anti-esmagamento

Vidros elétricos anti-esmagamento. Imagem:divulgação

O fechamento automático é aquele onde o vidro abre e/ou fecha, sem que o condutor esteja necessariamente com o dedo no botão indicado.

A maioria das mortes registradas com esse tipo de vidro elétrico são em crianças, o que é totalmente irônico, já que o sistema de vidros elétricos foi criado especialmente para protege-las dos vidros manuais.

Acesse e saiba mais informações: IPVA 2017 – Detran

O que diz a lei?

É fundamental saber o que a lei diz sobre os vidros elétricos e a segurança de antiesmagamento. Em nosso país, há uma regulamentação desde 1992 que define que os vidros elétricos antiesmagamento devem ser implantados em três tipos de situações, sendo elas: nos carros com sistema one touch, ou seja, quando apenas um toque baixa ou levanta o vidro por inteiro; nos veículos onde os vidros são fechados automaticamente, seja pelo comando das chaves ou através de outros sistemas automatizados.

Vidros elétricos anti-esmagamento

Vidros elétricos anti-esmagamento. Imagem:divulgação

O único veículo que não é obrigatório possuir o sistema antiesmagamento é aquele onde não existe o one touch e o vidro, para ser fechado, exige que o botão seja pressionado de forma simultânea.

Acesse e saiba mais informações: Consultar Veículo por Chassi

Manutenção de sistemas de vidros elétricos

Os condutores de veículos também precisam ficar atentos à manutenção exigida para o sistema dos vidros elétricos. De modo geral, a maioria dos vidros elétricos são fabricados com vida útil de 30 mil ciclos de abertura e fechamento, o que é mais que suficiente para uma utilização regular.

Ainda assim é fundamental efetuar revisões no vidro elétrico sempre que ir ao mecânico, para tomar as devidas precauções e fazer qualquer reparo que o profissional julgue importante. Se não fizer revisões com o mecânico, é fundamental fazê-la para o Licenciamento Anual, onde o profissional do DETRAN será o responsável por analisar todas as condições do veículo, inclusive as características do vidro e se o mesmo apresenta segurança aos condutores, principalmente às crianças.

Recomendados para você:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...